Perguntar não ofende

Você pode testar uma ideia sem gastar um caminhão de dinheiro. Não custa nada perguntar, é de graça. E as respostas podem ajudar muito a afinar discurso de venda, a melhorar o atendimento, a descobrir algum produto que pode agradar e não está nas prateleiras…

O Wall Street Journal contou uma história interessante sobre uma empresa que vende redes tailandesas, chamada Yellow Leaf Hammocks, localizada em São Francisco. Antes de largar o emprego e mergulhar de cabeça no negócio, o fundador, Joe Demin, comprou algumas redes em uma viagem para a Tailândia e tentou vendê-las em feiras de artesanato e festivais.

O contato com os consumidores trouxe insights importantes sobre a venda dos produtos. Para Demin o conforto era o principal atributo e o melhor argumento para a venda. Ele descobriu que, além disso, os consumidores também perguntavam sobre a facilidade de instalação e sobre a durabilidade, já que as redes ficariam em locais abertos. As descobertas foram incorporadas à estratégia de vendas antes do investimento em um site de e-commerce. Deu certo e hoje a Yellow Leaf Hammocks é uma empresa lucrativa.

hammock

Acima, seção do site que explica como instalar: Importante pra vender os produtos.

História simples que mostra como é imprescindível saber o que o consumidor pensa e como, muitas vezes, é fácil descobrir. Abordar potenciais clientes por e-mail é outra técnica que pode ser usada sem gastar mundos e fundos. Respostas positivas podem ajudar a mostrar para potenciais investidores que sua ideia vale a pena. Por que não perguntar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s