Os patrocinadores de eventos esportivos, o retorno e o impacto econômico

Quem foram os patrocinadores da Copa das Confederações em 2013? Pode ser que você saiba, mas muita gente não lembra. E nem faz tanto tempo assim. É o que mostra um estudo da Nielsen, divulgado pelo jornal Folha de São Paulo. Investir em grandes eventos não é garantia de retorno.

4 das marcas citadas pelos consumidores (Coca-Cola, Adidas, Itaú e Brahma) realmente investiram no evento, mas 6 não colocaram um tostão (Nike, Fiat, Bradesco, TIM, Claro e Samsung). A causa, segundo a reportagem, pode ser a grande quantidade de marcas ligadas ao esporte, que confunde o consumidor. Nos últimos dois anos são 8000 as marcas que investiram em esporte no Brasil.

O Ministério do Esporte, entretanto, afirma que a Copa das Confederações de 2013 no Brasil movimentou mais R$ 740 milhões em turismo. Foram 230 mil brasileiros e 20 mil estrangeiros viajando pelo país. Cada estrangeiro gastou em média R$ 4.854, contra R$ 1.042 dos brasileiros. Ainda segundo o Ministério foram criados 24 mil empregos nos seis estádios, gerando R$ 100 milhões em novos negócios para micro e pequenas empresas brasileiras.

E na Copa do Mundo deste ano? Artigos de economistas contradizem o governo e consultorias contratadas e dizem que os benefícios na economia foram superestimados. O governo estima que serão gerados 720 mil empregos e atraídos 600 mil turistas estrangeiros, causando impactos econômicos de até R$ 142 bilhões. É esperar pra ver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s